Membros

Professora Adriana de blusa creme, sorrindo.

Adriana Bonfatti

Possui graduação em Educação Artística, Licenciatura Plena em Teatro pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro-UNIRIO (1997). Mestrado em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro-UNIRIO (2011) com a dissertação “A Investigação do Jogo Cênico no Corpo do Ator em Formação Através do Sistema Laban/Bartenieff”. Doutoranda no PPGAC da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro-UNIRIO. Analista Laban de Movimento (CMA) pelo Laban/Bartenieff Institute of Movement Studies em parceria com a New York University; (Nova York-2008) com o trabalho “I am at one end, you are at the other”. Membro do Centro Laban-Rio. Professora do Departamento de Interpretação do curso de Atuação Cênica da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro-UNIRIO. Professora convidada da Faculdade Angel Vianna no curso de Pós-graduação em Sistema Laban-Bartenieff. Professora colaboradora do Laboratório e do Grupo de Pesquisa Artes do Movimento (UNIRIO/CNPq). Coordena o Projeto de Extensão Oficina de Teatro Circulando - Ateliê de Teatro para jovens com transtornos mentais (UNIRIO). Professora colaboradora do Projeto de Pesquisa Estudos do Corpo Cênico: Agentes, Análise, Criação (UNIRIO). Atriz-bailarina da “Cia Regina Miranda e Atores-Bailarinos do Rio de Janeiro”. Preparadora corporal, diretora de movimento e assistente de direção. Tem experiência na área de Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: Sistema Laban/Bartenieff de Análise de Movimento, formação do ator, dança contemporânea.

Professora Enamar de blusa cinza, sorrindo.

Enamar Ramos

Bailarina formada pela Escola de Danças do Theatro Municipal do Rio de Janeiro (Escola de Danças Maria Olenewa), onde foi professora e coordenadora. Bailarina do Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro (BTM) e da Associação de Ballet do Rio de Janeiro (ABRJ), foi Chefe de divisão – Dança, da Fundação Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Foi coordenadora e professora do Curso de formação de bailarino do Ballet Dalal Achcar. Formada em Pedagogia pela UFRJ e pós-graduada em Orientação Educacional pela UFRJ. Mestra em Educação pela PUC/RJ (1977) com Dissertação “Estudo Piloto sobre as possibilidades da inclusão da Expressão Corporal nos currículos de 1º grau”. Doutora em Teatro pela UNIRIO (2004) com a Tese “Angel Vianna: a pedagoga do corpo”. Idealizou e coordenou o Curso de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Theatro Musicado da UNIRIO. Atualmente é professora da Escola de Teatro da UNIRIO/PROPAP atuando no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas e no Programa de Pós-Graduação em Ensino das Artes Cênicas. Pesquisa atual – “Teatro Musical: investigação corpo e voz”. Orienta alunos da pós-graduação. Experiencia na área de Dança com ênfase no trabalho de movimento/ respiração/ flexibilidade/ voz para atores. Possui publicação de livro, capítulos e artigos em revistas especializadas.

Professora Joana de blusa preta, sorrindo.

Joana Ribeiro da Silva Tavares (Joana Ribeiro)

Possui Graduação em Teoria do Teatro, Bacharelado em Artes Cênicas pela UNIRIO (1999). Mestrado (2002) e Doutorado (2007) em Teatro pelo Programa de Pós-graduação em Teatro (atual PPGAC/UNIRIO), com estágio doutoral no Departamento de Dança da Universidade de Paris-8, Vincennes – Saint Denis (2005-2006), com a tese “Klauss Vianna, do Coreógrafo ao Diretor de Movimento. Historiografia da Preparação Corporal no Teatro Brasileiro”. Realizou pós-doutorado (PRODOC/CAPES) no Programa de Pós- Graduação em Artes Cênicas/PPGAC da UNIRIO (2008-2012), com o projeto de pesquisa “A Preparação Corporal para o Teatro Musical”. Realizou pós- doutorado pelo Departamento de Dança e Laboratoire MUSIDANSE da Universidade Paris-8 (2016.2-2017.1), com o projeto de pesquisa “Ler o gesto na dança - introdução ao pensamento de Hubert Godard”, com missão de conferencista estrangeira convidada. Professora Adjunta de Dança e Movimento no Departamento de Interpretação da Escola de Teatro,
UNIRIO. Integra os Programas de Pós-Graduação em Artes Cênicas/PPGAC e Mestrado Profissional em Ensino das Artes Cênicas/PPGEAC, UNIRIO. Coordena o projeto de pesquisa “Corpo Cênico: Agentes, Análise e Criação”. Vice-coordenadora do projeto de extensão “Oficina de Teatro Circulando - Ateliê de Teatro para jovens com transtornos mentais”. Orienta Bolsistas de Ensino (Monitoria), Iniciação Científica, Incentivo Acadêmico (BIA), Mestrado (Acadêmico e Profissional) e Doutorado. Coordenadora do Laboratório Artes do Movimento (UNIRIO). Colabora com a Faculdade Angel Vianna (palestrante convidada) e com a Universidade Paris-8 (Acordo de Mútua Cooperação, em curso). Tem experiência na área de Artes, atuando nos seguintes temas: coreografia, preparação corporal, direção de
movimento, dança, bailarina, atriz, performance.

Professora Juliana de blusa amarela, sorrindo.

Juliana Manhães

Performer, brincante, dançarina, coreógrafa e pesquisadora. Possui graduação em Educação artística, Licenciatura Plena em Teatro pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Mestrado em Artes Cênicas com a pesquisa “Memórias de um corpo brincante: a brincadeira do cazumba no Bumba-Boi Maranhense”. Doutora em Artes Cênicas na UNIRIO, com a linha de pesquisa Estudos da Performance e a tese “Um convite à dança: Performances de Umbigada entre Brasil e Moçambique”, realizando o doutorado sanduíche pelo CNPQ em Moçambique. Professora Adjunta do Departamento de Interpretação do curso “Atuação Cênica” da Escola de Teatro da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro/ UNIRIO. É professora colaboradora do grupo de pesquisa Artes do Movimento na Escola de Teatro e na Pedagogia da UNIRIO faz parte do grupo de pesquisa FRESTAS - Formação e ressignificação do educador do Núcleo Infância Arte e Natureza (NINA). Faz parte do NEPAA (Núcleo de Estudos de Performances Afro-Ameríndias). É colaboradora do projeto de extensão Cultura popular e Universidade: saberes em diálogo com coordenação do professor de música Vincenzo Cambria e o Coletivo Matuba. Coordenou o curso de danças brasileiras no Laboratório Uzina na Escola Sesc de Ensino Médio no Rio de Janeiro. Atua no espetáculo Umbigar, selecionado pelos prêmios FUNARTE Klauss Vianna e Fundo de Apoio a Dança-FADA. Atua realizando preparação corporal e direção de movimento no teatro, na dança e na música. Como artista e performer atua no teatro, na dança contemporânea e no universo da cultura tradicional brasileira e suas diásporas. Fez o curso The March na École de Sables, sobre dança contemporânea africana no Senegal, com a coordenação da mestra Germaine Acogny. É brincante há dezesseis anos no grupo As Três Marias no Rio de Janeiro e brinca de cazumba no Boi da Floresta em São Luís – MA

Professora Nara de blusa cinza e cachecol vermelho, sorrindo.

Nara Keiserman

Possui Licenciatura em História pela UFRGS (1972), Bacharelado em Diretor de Teatro pela UFRGS (1971), Mestrado em Artes: Teatro pela USP (1986), com a Dissertação "A preparação corporal do ator: uma proposta didática. Tem dias que a gente se sente"; Doutorado em Teatro pela UNIRIO (2004), com a Tese "Caminho pedagógico para a formação do ator narrador"; Pós-doutorado pela Universidade de Lisboa (2011), com pesquisa sobre "Aspectos da cena narrativa portuguesa contemporânea". Atualmente, é professora associada na UNIRIO, atuando na Graduação, no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas e no Programa de Pós-Graduação em Ensino das Artes Cênicas. Coordena a Pesquisa: "Ator rapsodo: pesquisa de procedimentos para uma linguagem gestual". Orienta Bolsistas de Ensino (Monitoria), Bolsistas de Iniciação Científica, alunos de Mestrado e de Doutorado. Experiência na área com ênfase no trabalho do ator, com desdobramentos nos seguintes temas: ator rapsodo, linguagem gestual, teatro narrativo, pedagogia do ator, teatro e espiritualidade. Possui publicação de capítulos e artigos em revistas especializadas. Recebeu o Prêmio Shell - RJ na Categoria Especial, em 2002. Tem trabalhos como atriz, encenadora e preparadora corporal de elencos.

Colaboradores

Professora Ana, com blusa preta e casaco branco, sorrindo.

Ana Lucia Martins Soares / Ana Achcar 

Possui Bacharelado em Artes Cênicas (1984), Mestrado em Teatro (1999) com a Dissertação “O papel do jogo da máscara teatral na formação e no treinamento do ator contemporâneo”; e Doutorado em Teatro (2007) com a Tese: “Palhaço de Hospital:  proposta metodológica de formação”  pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro Unirio. Professora associada na Escola de Teatro da Unirio, atuando na Graduação, no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas e no Programa de Pós-Graduação em Ensino das Artes Cênicas. Coordena o Programa Interdisciplinar de Formação, Ação e Pesquisa Enfermaria do Riso desde 1998; e o Projeto Núcleo do Ator- Investigação e Documentação Teatral desde 1996. Orienta Bolsistas de Ensino (Monitoria), Iniciação Científica, Extensão, Mestrado e Doutorado. Experiência na área de Artes, com ênfase em Interpretação Teatral, com desdobramentos nos seguintes temas: jogo teatral, direção e atuação cênica, formação do ator, jogo da máscara e palhaçaria. Possui publicação de capítulos e artigos em revistas especializadas e livros, como Palavra de Palhaço, pela Jaguatirica, em 2016. É parecerista de diversos periódicos, e integra o corpo de jurados do Prêmio Shell de Teatro no Rio de Janeiro.

Professora Doriana, de blusa preta, olhando à frente.

Doriana Mendes

Cantora, Atriz-Bailarina. Doutora e Mestre em Música e Bacharel em Canto, desde 2013 é professora de Canto na UNIRIO. Sua tese de Doutorado discute sobre “O Discurso Não-Semântico na Música Eletrovocal”. No mestrado obteve bolsa do CNPq e da FAPERJ, para desenvolver pesquisa sobre o intérprete contemporâneo. É membro fundador da ABRAPEM desde a sua criação em 2011 (Associação Brasileira de Performance Musical). Faz parte dos grupos de pesquisa Artes do Movimento (desde 2014) e do Escuta, lugar das multiplicidades musicais (desde 2017). Fez sua estreia internacional no Teatro de Darmstadt cantando uma ópera de Jocy de Oliveira. Em 2016 protagonizou a estreia da ópera Medeia de Mario Ferraro na 1ª edição da Bienal de Ópera Atual realizada pela FUNARTE. Solista do Abstrai Ensemble dedicado à música contemporânea e do Codex Sanctissima (desde 2011) especializado em música medieval. Foi solista da Orquestra Barroca da Unirio dirigida por Laura Rónai desde 2008 e exerceu função de coordenadora vocal do grupo até 2015. Em dezembro de 2016 foi contemplada pela FAPERJ para orientar um projeto de pesquisa em artes que resultou, em 2017, na montagem de “Na Boca do Cão”, ópera contemporânea inédita com libreto de Geraldo Carneiro, estrelada pela soprano Gabriela Geluda, com música de Sérgio Roberto de Oliveira. Apresentou-se na Alemanha, França, Irlanda, Portugal, Chile, Bolívia, Argentina, México e em todos os Estados do Brasil, na tournée Sonora Brasil-SESC (2011-2012). Obteve o 1º Prêmio no Concurso Souza Lima 1999 e foi solista do Calíope, Prêmio Carlos Gomes 2002. Cantou com Sergio Dias (ex-Mutantes), Tim Maia e Jorge Benjor. Dubla canções em filmes da Disney e Dreamworks. Intérprete de expressivos compositores brasileiros que compõem para ela, tem realizado inúmeras estreias mundiais como solista convidada de festivais nacionais e internacionais, e também de elencos de óperas, musicais, peças de teatro e de dança. No cinema atuou como vocal coach no filme Berenice procura, produzido pela EH! Filmes lançado no Festival do Rio em outubro de 2017.

Professora Mona, com blusa branca.

Mona Magalhães

Mona Magalhães é doutora em Estudos da Linguagem - UFF / 2010, com a tese "Maquiagem e pintura corporal: uma análise semiótica"; Mestre em Ciência das Artes - UFF / 2004, com a dissertação "Um rosto para a personagem: o processo criativo das maquiagens do espetáculo teatral 'Partido", do Grupo Galpão"; Especialista em maquiagem - Makeup Designory (MUD / USA); Bacharel em Artes Cênicas - UNIRIO. Atualmente, é professora associada na Escola de Teatro da Unirio, atuando na Graduação, no Programa de Pós-Graduação em Ensino das Artes Cênicas. Coordena a Pesquisa “O corpo e a cidade: pesquisa sobre bodypainting”. Orienta Bolsistas de Ensino (Monitoria), Iniciação Científica, Extensão e Mestrado. Responsável  pela caracterização/maquiagem de mais de 70 obras teatrais, além de diversos grupos teatrais. Experiência na área com ênfase em Corpo, Caracterização, maquiagem cênica, maquiagem de efeitos especiais, teatro e semiótica. Possui publicação de capítulos e artigos em revistas especializadas.Recebeu os prêmios: Avon Color / 1995, 2004; Coca-Cola / 2000; CBTIJ / 2016,2017; ISTAN Excellence award - China / 2018.

Professora Tatiana, em cena, cantando e olhando acima.
Projetos de Pesquisa

Tatiana Motta Lima

Possui Graduação em Comunicação Social pela UFRJ (1990) e Bacharelado em Artes Cênicas pela Unirio (1991), Doutorado em Teatro pela Unirio (2008) com período sanduíche em Maison des Science de L´Homme-Paris, com a Tese “Les mots pratiqués: relação entre terminologia e prática no percurso artístico de Jerzy Grotowski entre os anos 1959 e 1974” (Menção honrosa no Prêmio Capes de Teses 2008). Atualmente, é professora associada na Escola de Teatro da Unirio, atuando na Graduação e no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas. Coordena as Pesquisas: 1)  Grotowski pós-teatral: parateatro, objective drama, teatro das fontes e arte como veículo ; 2)  Ator: presença e vacância. Orienta Bolsistas de Ensino (Monitoria), Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado. Estuda, há mais de 20 anos, a obra e a trajetória de Grotowski, tendo escrito inúmeros artigos sobre o tema (Estudos da Presença, Revista do Lume, Sala Preta, etc) e o livro Palavras Praticadas: a trajetória artística de Jerzy Grotowski, pela Perspectiva, em 2102. Tatiana é atriz (bissexta) e diretora. Recebeu Prêmio Shell (juntamente com o grupo Mergulho no Trágico). Integra conselho artístico do CLAPS, primeiro Centro da América Latina voltado para pesquisa do legado de Stanislávski.